Debates e estudo de temas relacionados a Direito e Processo do Trabalho. Livros, e-books e materiais jurídicos. Pesquisas e críticas acadêmicas. Democratização do ensino. Concursos públicos. Finalidade altruística e vocacional.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Carta aos futuros juízes do trabalho



Carta aos futuros juízes do trabalho

Agora que a prova oral já foi feita, espero de todo o meu coração que dê tudo certo (e vai dar!!), fique tranquilo. Você deu seu melhor, com os instrumentos e todo conhecimento pessoal e intelectual que tinha no momento que por si só já é um grande desafio. Esqueça falhas, esquecimentos ou eventuais equívocos.... acontece! Com todo mundo (acredite!!)

Agradeço IMENSAMENTE por ter me escolhido e confiado em mim para estar do seu lado neste momento tão importante tanto para você quanto para as pessoas que você ama.... mas a sua vida não se resume a um cargo público, nem será resolvida por ele. Não se esqueça disto!

Enquanto a nomeação não vem (e eu ainda posso puxar orelha kkkkk), lembre-se:


Na atividade jurisdicional ...


- Que você será seja o melhor que puder ser, não seja, nem se torne pelas dificuldades do dia a dia temeroso ou preguiçoso – a coragem e alguns riscos (estritamente analisados) são necessários!

- Não se estresse! Você tem a caneta! Não precisa....! Ao mesmo tempo, não se conforme com as tantas injustiças por aí...

- Trate bem, com urbanidade e respeito, os advogados, MPT (rs) servidores e jurisdicionados (chamar pelo nome, por exemplo, reclamante e preposto, se puder, um coisa tão pequena, que faz tanta diferença....) Existem pessoas boas e ruins em todo o lugar – não preencha esta vaga na Magistratura!

- Seja JUIZ! Incorpore o cargo e todas as responsabilidades que dele advém (sem juizites!!) Não seja fraco, nem tenha medo...falo disso no meu discurso de posse (se não viu, procura Sarah Golgher no YOUTUBE), em um trecho cito Eduardo Couture, em sua famosa e verdadeira frase:

Da dignidade do juiz depende a dignidade do direito. O direito valerá, em um país e em um momento histórico determinados, o que valham os juízes como homens. No dia em que os juízes têm medo, nenhum cidadão pode dormir tranquilo.”

- Muitas e muitas coisas dependem de você, outras não - foque na primeira metade! Viva intensamente (na profissão e fora dela), seja feliz e faça o bem!!

E eu, Sarah, sempre estarei aqui, para dar um pitaco jurisdicional ou de qualquer outra esfera a você, que um dia chamarei de VOSSA EXCELÊNCIA, com o maior orgulho do mundo....

Quem sabe um dia fazemos uma audiência juntos?

Ou te verei na TV/Jornal/Jurisprudências revolucionárias muito bem desenvolvidas, cutucarei a pessoa ao meu lado só para dizer,.... Juiz excelente! Foi meu aluno!!! rsrs como boa professora coruja que sou!

Antes e/ou depois, claro, tomaremos um café/água/cervejinha/ “bons drinks” em que riremos desta loucura chamada “24 horas” pensando...VALEU A PENA!!

MUITO OBRIGADA!

Prof. Sarah Bonaccorsi Golgher

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...