Debates e estudo de temas relacionados a Direito e Processo do Trabalho. Livros, e-books e materiais jurídicos. Pesquisas e críticas acadêmicas. Democratização do ensino. Concursos públicos. Finalidade altruística e vocacional.

sábado, 11 de março de 2017

Sobre ser juíza (resposta para minha filhinha)

Sobre ser juíza (resposta para minha filhinha)


Filha, a pergunta que você me fez acerca do que é ser juíza, envolve um propósito de vida muito grande. Para alguns, pode ser resultado de um sonho, cheio de caminhos percorridos pela fama, sucesso, status, tradição, renome. Para outros, assim, uma forma de se realizar simplesmente pelas oportunidade que o cargo oferece.

Eu, particularmente, não teria como responder essa pergunta objetivamente sem antes delinear essas breves considerações, faz parte da minha vivência e experiência, faz parte do meu círculo de amigos, dos comentários e histórias que escuto.

Agora, mais especificamente ainda, ser juíza pra mim, foi uma questão de escolha profissional. Motivada, determinada, obstinada e decididamente eu acreditei e escolhi o que realmente queria para mim: Ser juíza! Foi uma escolha fácil, pois na época eu direcionei meus estudos em prol do meu objetivo.

Não definhei de estudar. Não vivi momentos dificílimos por essa escolha, apenas, me submeti a pagar tal preço, e por isso eu me dediquei o suficiente! Acima de tudo, ser juíza é uma questão de dedicação, ética e amor à justiça.

E finalmente para você minha filha querida, não tenha medo de estudar e se dedicar, não deixe que nada atrapalhe o teu futuro, pois carrego um orgulho de você, escondido em meu cérebro.


***Texto adaptado e retirado do Blog Diário de uma Juíza.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...