Debates e estudo de temas relacionados a Direito e Processo do Trabalho. Livros, e-books e materiais jurídicos. Pesquisas e críticas acadêmicas. Democratização do ensino. Concursos públicos. Finalidade altruística e vocacional.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Meu Deus do céu saiu o edital! - Cinco passos para não enlouquecer

Meu Deus do céu saiu o edital!

Cinco passos para não enlouquecer


Concurseiro é aquela pessoa que reza pro edital sair. Não fala em outra coisa. É edital, edital e edital. Ai o edital sai não é? E adivinha! Ai meu Deus do céu, como que esse edital sai agora? Não pode ser! Custava sair ano que vem? Ou quem sabe em 2019? Quem nunca?

Passo 1: Respira.
Organize as datas de prova, data de inscrição, documentos etc. LEIA O EDITAL. Se você já estuda, separe os materiais para montar um cronograma intensivo. Se você resolveu estudar só agora, bom, é preciso pensar em um curso (sem possibilidade de tentativa e erro, de ajustes), e, principalmente, organizar sua rotina.

Passo 2: Um bom curso.
Eu usava o Preparo Jurídico. Nunca tive caderno nem organização para ir “ticando” o edital. Então, o Preparo além de um curso muito barato (em torno de R$300,00 pra primeira fase) me ajudava muito com esse jeito desorganizado de ser. O curso envia diariamente uma quantidade de lei seca, inclusive de leis esparsas. Meu cronograma consistia em leitura do envio do Preparo (o edital todo é visto em 3 meses – bem adequado se considerarmos prova em 08/10) e muitas questões.

Passo 3: Questões.
Não tem mágica e nem adianta fazer cara feia. Vai ter que fazer questões. Muitas. Sugiro fortemente que você faça algo em torno de 3mil. O Questões de Concursos era o que eu usava, além de ser excelente, com comentários dos outros membros em cada alternativa o preço é encantador. Eu pagava em torno de R$100,00 por ano! E antes que você desista do texto, te mostro que é possível. Eu passei sete vezes na primeira fase.
Se você fizer 20 questões por dia de segunda à sexta (dias de lei seca), já são 100. O sábado pode ser dedicado a uma prova em condições reais (no tempo da prova, 100 questões). Pronto. São duzentas questões por semana, o que equivale a 800 questões por mês. Se considerarmos esse esquema em julho e agosto serão 1600. Setembro você pode aumentar para 40 questões semanais e a prova do sábado. Assim, 300 por semana, no final do mês serão 1200. Somadas com as 1600 dos meses anteriores temos 2800. Fechou a conta. E você ainda terá uns diazinhos em outubro pra reforçar jurisprudência consolidada.

Passo 4: Não negligenciar.
Leitura diária de notícias (TST, Regionais, Migalhas, Conjur, Granadeiro etc). Todo dia. Todo santo dia você precisa ler muita notícia. Essa leitura de notícia ajuda a gravar matérias do dia a dia sem você nem perceber. E quando a notícia é bacana vale ler o julgado também.
Leitura semanal do entendimento consolidado (Súmulas, OJs – inclusive SDI-II, SDC, Precedentes). Tem que ler, reler, ler outra vez. Cai demais em prova.

Passo 5: O MAIS IMPORTANTE DELES.
Afaste-se de gente que não aceita sua trajetória. Sonhos tem um preço.
O melhor coaching que você pode ter é você.
WhatsApp e redes sociais são importantes (apoio moral de amigos, notícias em tempo real) mas precisam de limites.
O que levará você ao tão sonhado dia da posse, muito mais que a quantidade de lei seca que você engoliu, são os amigos que você fez. Amigos concurseiros senhores. Eu não teria passado sem os meus. E é por eles que às 23h24min, depois de um dia de sentenças, eu sento aqui pra escrever.

Avante.

Dia lindo pra estudar.

* Esta postagem é de autoria da colaboradora Dra. Samantha Steil, Juíza do Trabalho Substituta do TRT-2

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...